BOLETIM DE OCORRÊNCIAS

domingo, 22 de janeiro de 2012

Patamo do Terror” atormenta o tráfico


Exemplos, como a ação dos integrantes da Patamo 52-1713, marcam o trabalho intensivo feito pela polícia para dar segurança à população no município.

 Nos últimos dias a Polícia Militar tem intensificado o seu trabalho de combate efetivo à atuação de marginais em diversos bairros do município, principalmente aqueles que foram ocupados por traficantes que vieram se esconder aqui, fugindo de favelas do Rio. Além do tráfico de drogas, o combate aos roubos, como a desarticulação de uma quadrilha formada por jovens, maiores e menores de idade, que vinham atacando escolas: seis deles foram presos.
Durante uma troca de tiros com suspeitos que estavam no Morro do Carvão, no bairro Estrela do Céu, os PMs do 24º BPM (Queimados), integrantes da 5ª Cia, responsável pelo policiamento no município, mataram um dos elementos que teria sido identificado como sendo o traficante “Sapinho”. Na mesma ação, ocorrida no último dia 16, os policiais prenderam Magno da Cruz Conceição, que tinha em seu poder, segundo a polícia,  grande quantidade de drogas e duas armas de grosso calibre. No mesmo dia, outro elemento, identificado como sendo Fábio Amaro da Costa, seria preso na localidade do Sem-Terra. Em poder ele, também drogas e arma foram apreendidos.
Não faltou também o comportamento ético por parte de integrantes da 5ª Cia, que ao prender traficantes, teriam se negado a receber R$ 30 mil, como suborno durante operação realizada na localidade dos “Sem Terra”.
Resultado do trabalho
Por trás dessas ações estão policiais, como os integrantes da Patamo  52-1713, comandada pelo sargento Roberto, e composta pelos cabos Wadlimir, Ramires, Beclat e Macedo, que já prenderam 20 traficantes e mataram dois chefes do tráfico do Morro do Carvão: BG e “Sapinho”.  Ainda na estatística operacional desses PMs, estão ainda a apreensão de 30 quilos de maconha, 8 mil papelotes de cocaína, 20 pedras de crack, a droga da morte,  e 19 armas (pistolas e revolver calibre 38).
Segundo os policiais, que estão brincando com o apelido dado a eles, pelos marginais, como “A Patamo do Terror”, a participação dos moradores de Itaguaí está sendo muito importante para o desenvolvimento da ação e repressão policial ao tráfico de drogas no município, e aos roubos. Os policiais lançaram até uma espécie de Disque-Denúncia próprio, pelo telefone 2253-1177, onde o sigilo é absoluto e garantido.

2 comentários:

  1. Parabéns ao policias, esses merecem nosso respeito...bom que disponibilizassem um tem ou um meio de contato direto com eles...porque nem todos por aqui são sérios ou gostam de trabalhar...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OBRIGADO PELO ELOGIOS A ESTES NOBRES COLEGAS DE FARDAS, CASO QUEIRA DENUNCIAR ALGO; FAVOR ENVIE PARA O MEU EMAIL QUE ENTRAREI EM CONTATO COM A GUARNIÇÃO PARA QUE POSSAMOS CHECAR E TOMARMOS AS MEDIDAS CABÍVEIS.
      E PODE ACREDITAR COMIGO NÃO TEM ARREGO NÃO. ENTREI NA POLICIA SABENDO QUE IRIA GANHAR MAL, MAS ENTREI POR AMOR A FARDA.

      Excluir