BOLETIM DE OCORRÊNCIAS

segunda-feira, 11 de março de 2013

ESTATÍSTICA ALARMANTE


Nada a comemorar

POLÍCIA - Nada a comemorar
DELEGADO FRANQUIS Dias: tenham coragem de denunciar o agressor. (FOTO CARLOS ROBERTO)
No Dia Internacional da Mulher, delegado da 50ª DP revela que cresce os registros de violência à população feminina em Itaguaí
Na véspera da data em que se celebra o Dia Internacional da Mulher, o ATUAL teve acesso a um triste balanço referente a condições feminina. Uma estatística que não há razão alguma para comemorações, muito pelo contrário, serve como alerta e reflexão, tanto para a população, como autoridades. É, que, de acordo o delegado adjunto da 50ª  DP (Itaguaí), Franquis Dias Nepomuceno, a cada dia que passa cresce as ocorrências de violência contra a mulher na cidade.
Ele revela que esse tipo de crime varia desde ameaça, agressão física até assassinatos, a exemplo do que aconteceu com uma manicure de Itaguaí ano passado, morta a golpes de faca pelo ex-companheiro. Segundo o delegado Franquis, só para se ter uma ideia, na 50ª DP são feitos em média de cinco a sete registros de ocorrência relacionados à violência doméstica. Ele assegura que esse número aumenta nos finais de semana, quando em média são registrados de nove a 10 casos. “Hoje, as mulheres vítimas de violência não têm idade. Podem ser novas ou aquelas na melhor idade estão apanhando e sendo mortas”, condenou Franquis Dias.
O delegado alerta para que as mulheres da cidade não se intimidem ou tenham medo diante de uma situação em que o companheiro a agrida ou faça algo semelhante. “Levantou a mão, a mulher de imediato deve procurar a delegacia para registrar o caso. A orientação é que elas não aceitem qualquer tipo de chantagem. Não espere apanhar para depois registrar”, assegura. “Tenham coragem de denunciar o agressor. Às vezes a companheira pode, em determinada situação, acabar cedendo, e mais à frente pode ter um final trágico”, conclui. (Colaborou Francisco Leão e Carlos Roberto)

Nenhum comentário:

Postar um comentário