BOLETIM DE OCORRÊNCIAS

quarta-feira, 8 de maio de 2013

‘Me sinto arrependido’, diz SEMENTE DO MAL que estuprou mulher no micro-ônibus

ESSE DESGRAÇADO TINHA QUE CAIR EM MINHAS MÃOS.


O menor, na delegacia
O menor, na delegacia Foto: Fabiano Rocha / Extra



Na 33ª DP (Realengo), o menor de 16 anos acusado de estuprar uma mulher num micro-ônibus da linha 369 (Bangu-Carioca) confessou o crime e mostrou arrependimento. Ele disse ser usuário de cocaína há um mês, disse ter comprado o revólver usado no crime num lixão e, ainda, falou que o pior julgamento será o da sociedade. Leia a entrevista com o adolescente.
EXTRA: Você tem consciência do que fez?
Sim. Tenho consciência e me sinto arrependido.
E quanto ao fato de ser menor, o que fará com que você fique menos tempo preso?
Isso não é justificativa. Não vou escapar do julgamento da sociedade pelo resto da vida.
Como foi que escolheu sua vítima?
Foi a primeira que apareceu na minha frente.
Teve algum prazer?
Só o da droga.
Que droga?
Cocaína.
Usa há quanto tempo?
Um mês.
Onde conseguiu a arma usada no crime?
Comprei por R$ 450 no Lixão de Caxias.
Onde conseguiu esse dinheiro?
Era para a minha festa de aniversário, no próximo domingo.
A mãe do menor esteve na delegacia. Ela disse estar chocada com a detenção do filho e também nunca ter imaginado que ele seria capaz de um crime como esse. O adolescente mora na Favela Para Pedro, em Irajá, na Zona Norte do Rio, com a mãe. Mas, desde que a polícia divulgou um vídeo feito pela câmera do micro-ônibus em que aparece, estava escondido na casa da avó, no Parque das Missões, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.
O menor, em imagem captada pela câmera de vídeo do micro-ônibus
O menor, em imagem captada pela câmera de vídeo do micro-ônibus Foto: / Divulgação
A equipe da 33ª DP localizou o padrasto do suspeito nesta segunda. Na manhã desta terça, fez contato para convencê-lo a apresentar o acusado na delegacia para evitar que ele fosse alvo de traficantes e para não atrair a polícia. O padrasto concordou e combinou com os agentes um ponto de encontro na Rodovia Washington Luiz, em frente ao quartel dos fuzileiros navais.
- Ele parece arrependido - disse Carlos Augusto Nogueira, titular da delegacia de Realengo.
Segundo o delegado, o menor já tinha passagem na polícia por roubo. O suspeito foi levado na tarde desta terça para a 17ª DP (São Cristóvão), que investiga o estupro.
O crime
O estupro aconteceu na sexta-feira à tarde. O suspeito entrou no micro-ônibus num ponto na Avenida Brasil, altura de Favela do Fumacê, em Realengo, Zona Oeste do Rio, e cerca de três minutos depois anunciou o roubo. Com um revólver, ele mandou que todos os passageiros fossem para o fundo do coletivo. Uma das vítimas ficou encarregada de recolher os pertences das demais. Quanto ele falava com o motorista, foi filmado pela câmera do circuito interno.
Depois, voltou para a parte de trás. Foi quando escolheu uma passageira e a estuprou. Em seguida, mandou que a mulher se juntasse às demais vítimas. O ônibus foi impedido de parar em pontos até que o suspeito saltasse, o que aconteceu em frente ao Into, na Zona Portuária.
O caso ganhou repercussão internacional. Jornais estrangeiros o associaram à Copa de 2014 e às Olimpíadas de 2016. Eles ainda lembraram do caso de uma turista americana estuprada numa van.



Leia mais: http://extra.globo.com/casos-de-policia/me-sinto-arrependido-diz-menor-que-estuprou-mulher-no-micro-onibus-8319030.html#ixzz2SfO7afbo

Nenhum comentário:

Postar um comentário