BOLETIM DE OCORRÊNCIAS

quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

Empresa de coleta de lixo de Itaguaí pode ter a licença cassada.


POR QUÊ?

NÃO ESTOU VENDO PROBLEMA ALGUM. 

RSRSRSRSRS
Veículo de coleta de lixo da Tristars: contrato suspeito
Veículo de coleta de lixo da Tristars: contrato suspeito Foto: Pauty Araújo / extra

O Instituto Estadual do Ambiente (Inea) poderá cassar a licença ambiental da Tristars Controle Ambiental, empresa que faz a coleta de lixo da cidade de Itaguaí desde 23 de janeiro deste ano. Nesse domingo, o EXTRA mostrou que a prestadora, subcontratada pela Locanty (empresa que tem vínculo contratual com a prefeitura local desde 2010), foi criada em 13 de dezembro do ano passado e só pediu em maio a autorização do Inea para funcionar. A licença só saiu em setembro.
Segundo o Inea, “caso seja comprovado que a empresa atuou de forma irregular, adotará as medidas cabíveis, que podem incluir a cassação”. A Tristars, cujos donos não foram encontrados, está regular. A prefeitura informou não ter conhecimento de que a Tristars operou sem autorização. A empresa levou, este ano, diretamente da prefeitura, R$ 10,6 milhões de um contrato de R$ 16,6 milhões. O pagamento, segundo especialistas, deveria ser feito à Locanty, e desta à Tristars.


Leia mais: http://extra.globo.com/noticias/rio/empresa-de-coleta-de-lixo-de-itaguai-pode-ter-licenca-cassada-11138396.html#ixzz2pG2GjBpw

Nenhum comentário:

Postar um comentário